Tigre

Patcher
  • Total de itens

    134
  • Trocados

    T$ 2.975 
  • Doações

    R$ 0,00 
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    1

Tigre venceu a última vez em Dezembro 3 2017

Tigre had the most liked content!

Social Info

3 Seguidores

Sobre Tigre

  • Rank
    Melhor Tigre do AM
  • Data de Nascimento 11-12-1995

Profile Information

  • Sexo
    Masculino
  • Localização
    Jandira-SP
  • Manager
    Brasfoot
  • Seu time
    Palmeiras

Últimos Visitantes

160 visualizações
  1. Planejamento de save

    Eu faço três tipos de save: → Com um time só, onde pego alguém de uma divisão inferior e levo ao topo. Fiz isso com vários times. Portuguesa, Paulistano, Noroeste, Tuna Luso... → Sendo treinador, dominar todas as ligas. Fiz uma vez apenas nesse Brasfoot, e levei títulos com Kobenhavn, Anderlecht, Vit. de Guimarães... → Ativar a máquina do tempo e ir avançando o save, assumindo alguns times e promovendo juniores bons (o jogo fica bem melhor quando você simula o mercado internacional de transferências).
  2. Países a serem ativados

    Quando crio um save pra jogar, gosto de colocar todas as ligas da América do Sul, EUA, México, todas as principais europeias e algumas secundárias (Bélgica, Dinamarca, Suíça, Croácia, Polônia, etc.), Japão, Coreia do Sul, China, Austrália, Angola, Egito, Marrocos e África do Sul
  3. Palmeiras

    Jaílson de titular; precisa marcar Felipe Melo e Keno também
  4. Campeonato Arena - 1º temporada

    Vou participar! 316 Oficial
  5. Projeto: Padronização de Patches

    Sim, sempre existem as exceções. Geralmente são de equipes que possuem história. Acho que dá pra pontuar essas exceções: → Nacional (Brasil): Portuguesa, São Caetano, Juventude, Criciúma e Guarani → Regional (Brasil): América-RJ, Juventus-SP, Santo André, Paulista, Tuna Luso, Caxias, ASA, América-RN, Marília, Icasa → Nacional (Europa): Mallorca, Zaragoza, Valladolid, Nottingham, Sunderland, Birmingham, Aston Villa, Wolves, QPR, Blackburn, Wigan, Auxerre, Nancy, Sochaux, Dynamo Dresden, Kaiserslautern, Nurnberg, Palermo, Parma, Empoli, Brescia, Pro Vercelli, Livorno, Vicenza, De Graafschap, NEC, Acadêmica, Nacional-POR, Leiria, Salgueiros → Regional (Europa): Racing Santander, Elche, Huelva, Coventry, Le Mans, Hansa Rostock, Piacenza, Modena, Reggina Acho que são apenas essas as exceções
  6. Projeto: Padronização de Patches

    Irei oferecer a seguinte sugestão de padrões: NÍVEIS 22 para a dupla espanhola (Real Madrid e Barcelona) e talvez para equipes como PSG, Bayern, Juventus e United 21 para as equipes que estão no grupo das melhores, mas que não são unanimidade (Atl. Madrid, City, etc.) 20 para as equipes de boa reputação na Europa, Brasil, Argentina e alguns destaques da Libertadores 19 para as equipes de meio de tabela da Europa, que brigam por vagas na Libertadores no Brasil e na Argentina, e equipes top de linha do Chile, do México e da Colômbia 18 para as equipes que fecham as primeiras divisões das principais ligas da Europa, que dominam as ligas periféricas da Europa, meio de tabela no Brasil e na Argentina, por vagas continentais em Chile, Colômbia e México e principais do Uruguai, EUA, Paraguai, Egito, África do Sul, China e Japão 17-14 para a segunda divisão das principais ligas europeias + Brasil e Argentina, complementar as primeiras divisões da América do Sul, México, EUA, Egito, África do Sul, China, Japão e ligas secundárias da Europa. Colocar todas as equipes das 1ªs divisões dos principais africanos, asiáticos e da Austrália nesse nível. 13-11 para a terceira divisão das principais ligas europeias + Brasil e Argentina, segundas divisões da América do Sul, México, EUA, principais da África e Ásia e ligas secundárias da Europa. Nível da 1ª divisão da maioria dos países mais fracos 10-8 para a quarta divisão das principais ligas europeias + Argentina, times das 1ªs divisões estaduais do Brasil que não estão nas séries A, B e C, terceiras divisões da América do Sul, México, EUA, principais da África e Ásia e ligas secundárias da Europa. 2ªs divisões dos países mais fracos e 1ªs divisões dos últimos países do ranking da FIFA. 7-5 para as últimas divisões das Américas, Europa, África e Ásia, e talvez segundas divisões de países do fim do ranking FIFA. 2ªs divisões estaduais (e A2+A3 de São Paulo). 4-1 para o que sobrar (últimas divisões estaduais ESCUDOS Se for haver uma padronização dos escudos, precisaremos de uma equipe que seja exclusiva para eles. Eu, por exemplo, não sou bom na criação de escudos iLogos, por exemplo. Eu, pessoalmente, não vejo problema algum nos escudos serem diferentes, mas tem gente que gosta de seguir um padrão. Logo... Se for seguir o padrão iLogos, o fundo do escudo poderia seguir um padrão de bandeiras dos clubes (Palmeiras com uma listra branca diagonal, São Paulo com faixas preta e vermelha e fundo branco, etc.) CAMISAS Alguns países possuem informação escassa já sobre os escudos, imagine sobre as camisas. Poderia ser estabelecido que, dependendo do lugar do mundo, as equipes somente terão uma camisa e do estilo padrão. Colocaremos patrocínios nas camisas? Eu sou contra, acho que o jogo fica mais bonito com camisas limpas, dependendo do lugar. JOGADORES As equipes precisariam ter entre 16 e 28 jogadores, sendo 22 um número razoável. Apenas os seguintes jogadores recebem o status Top Mundial: Cristiano Ronaldo, Lionel Messi e Neymar Os jogadores deverão vir com o primeiro nome e o sobrenome (salvo casos de jogadores que são mais conhecidos apenas por um nome, como os brasileiros e portugueses). Evitar abreviações do nome, salvo seja grande demais. Ex.: Lionel Messi fica mais bonito de ver do que L. Messi ou apenas Messi. Colocar um nome apenas dá uma sensação de vazio, além de ficar visualmente feio na hora em que os jogadores se tornam treinadores ( Os patchers podem ter autorização para fazer jogadores fake em caso de patches de países com pouquíssima informação (Coreia do Norte, Somália, etc.). Equipes com jogadores fake devem ter até 20 jogadores apenas. TIMES Sejamos sinceros: tem países que mal dá pra fazer 10 times, então não dá pra colocar 22 de exigência. Sugiro colocar 20 equipes como limite mínimo. Dependendo do país, não há realmente 20 equipes. Sugiro que, nesses casos, possamos adicionar equipes amadoras ou equipes B fictícias. Em ambos os casos, seguiríamos o padrão de nível 1 e reputação municipal. Apesar de não serem de patches oficiais, eu vi casos neste ano de equipes duplicadas nos EUA e Canadá. Logo, eu sugiro que (caso não seja adicionada a possibilidade de colocar equipes de um país disputando liga em outro) as equipes sejam feitas dentro dos países em que disputam a liga. O padrão de nome de save eu sugiro ser o seguinte: nomedaequipe_sigladopaís (ex.: realmadrid_esp) ou nomedaequipe_sigladoestado (ex.: cruzeiro_mg). Para tal, podemos fazer uma lista de siglas e deixá-la num tópico de utilitários para patches As cores dos times devem seguir as cores tradicionais da equipe. No caso de equipes tricolores, usar as que são mais lembradas (azul/preto pro Grêmio, branco/vermelho pro São Paulo, verde/vermelho pro Fluminense, branco/azul pro Bahia...) Ainda nas cores, precisamos evitar combinações que fiquem visualmente feias (verde claro com branco, amarelo claro com branco) e cores fortes demais (azul de RGB 255, 0, 0). VAMOS EVITAR APORTUGUESAÇÃO DE NOMES! Não é Real Madri, é Real Madrid. Não é Estugarda, é Stuttgart. Não é Inter de Milão, é Internazionale. Não é Atletico Bilbao, é Athletic Bilbao. VAMOS EVITAR ABREVIAÇÃO DE NOMES! Não é Atl. Madrid, é Atletico Madrid. Não é Man Utd, é Manchester United. Não é Spurs, é Tottenham Hotspur (ou só Tottenham). Sobre os vários Atléticos e Américas no Brasil, temos as seguintes opções: Usar hífen colado (ex.: Atlético-MG, Atlético-PR, América-RJ) Usar hífen separado (ex.: Atlético - MG, Atlético - PR, América - RJ) Usar a sigla do estado separada, sem hífen (ex.: Atlético MG, Atlético PR, América RJ) Usar uma barra (ex.: Atlético/MG, Atlético/PR, América/RJ) Escrever por extenso o nome (ex.: Atlético Mineiro, Atlético Paranaense, América do Rio) Colocar a sigla do estado em caso de equipes repetidas entre estados, mas não colocar na equipe mais conhecida (ex.: Vitória e Vitória-ES). Em caso de equipes de nomes repetidos em países diferentes, buscar algum complemento ou colocar a sigla do país (ex.: Barcelona de Guayaquil, Cerro e Cerro Porteño, Nacional e Nacional de Asunción ou Nacional e Nacional-PAR). Em alguns casos, pode se considerar a regra de não botar sigla na equipe conhecida (caso do América do México, por exemplo). REPUTAÇÃO Reputação Mundial apenas para equipes europeias que são consolidadas no mundo do futebol (Real Madrid, Barcelona, United, Liverpool, Juventus, Milan, Internazionale e Bayern). Isso não deve ser algo da opinião do patcher, mas sim algo já estabelecido. Reputação Continental apenas para equipes europeias de ponta ou conhecidíssimas (City, PSG, Atl. Madrid, Arsenal, Chelsea, Borussia, Ajax, PSV, Valencia e Tottenham) e para equipes sul-americanas com sucesso/fama continental (Boca, River, Olimpia, Atl. Nacional, Independiente, Estudiantes, Racing, Nacional, Peñarol, U. de Chile, U. Católica, Colo Colo, Palmeiras, São Paulo, Santos, Corinthians, Flamengo, Vasco, Cruzeiro, Atl. Mineiro, Grêmio e Internacional). Novamente, não podemos nos levar pela opinião pessoal. Reputação Nacional apenas para equipes grandes das principais e secundárias ligas europeias (Sevilla, Schalke, Lyon, Benfica, Porto, Sporting, Roma, Shakhtar, Basel, Fener...), equipes grandes sul-americanas (Lanús, Cerro Porteño, Botafogo, Fluminense, Atl. Paranaense...), equipes grandes dos EUA e do México (América, Chivas, LA Galaxy...), equipes grandes da Ásia (Kashima, Suwon, Guangzhou...) e da África (Al-Ahly, Orlando Pirates, Raja...) Reputação Regional para as outras equipes que são famosas em seus países e/ou dominantes em países menores (Anderlecht, Kobenhavn, Malmö, Partizan...) e para as equipes ricas do "mundo árabe". Reputação Estadual para as equipes de segunda divisão, de países mais fracos e que não possuem destaque no futebol, são apenas zebras (evitar essa reputação na 1ª divisão de países fortes). Reputação Municipal para as demais equipes. Acho que é isso. Essa é minha sugestão
  7. Bolão Estaduais 2018

    Tigre, torço pro Palmeiras 3ª Rodada 24/01 as 17hrs Cabofriense 1x3 Vasco 24/01 as 19hrs Rio Claro 1x0 Juventus-SP 24/01 as 19:30hrs Avenida 0x4 Grêmio América-MG 2x2 Tupi 24/01 as 20hrs Salgueiro 0x1 Belo Jardim 24/01 as 20:30hrs CSA 3x1 Murici Atlético-GO 1x1 Aparecidense 24/01 as 21:30hrs Náutico 0x2 Sport 24/01 as 20:45hrs Criciúma 1x1 Chapecoense Londrina 2x0 Maringá Vitória da Conquista 1x3 Vitória-BA 25/01 as 20:00hrs Sergipe 0x2 Boca Júnior Globo 1x1 Santa Cruz-RN
  8. [F1PG] Avisos e Anúncios

    Eu não abandonei o F1PG. Apenas estou com um fim de ano bem atribulado. Na primeira semana de 2018 retornaremos com os próximos GPs.
  9. [F1PG] Avisos e Anúncios

    AVISO: Estou tendo problemas para narrar recentemente. Portanto, como já notaram, o prazo foi reduzido. Mas podem ficar tranquilos, as corridas estão chegando em breve.
  10. As competições secundárias da Ásia, África, Concacaf e Oceania não são prioridade. Arrumar as principais sim. E a Libertadores está com as duas fases preliminares. Acho que as maiores prioridades, em competições, são: → Finalizar a Champions League (adicionando as 2 fases restantes) → Adicionar mais nações na Liga dos Campeões da Ásia, África, Oceania e da Concacaf → Criar efetivamente as eliminatórias da Concacaf, da Ásia, da África e da Oceania
  11. A equipe de patchers tá aqui pra isso Eu me disponho pra ajudar a fazer as outras equipes
  12. Eu acho que essa distribuição poderia ser aprimorada no Brasfoot 2018, de forma a contemplar todos os países. Afinal, muitas das ligas que acabamos baixando pelos patches acabam não sendo contempladas com vagas nas competições continentais :|
  13. GP da Holanda – Formula 3 Corrida Corrida de 72 voltas, logo... todos de médios! A chuva passou, e a pista já está sequinha para a corrida. E, com os carros já tendo feito suas voltas de apresentação... É DADA A LARGADA! Largada: Sem grandes mudanças na largada. Grid após a largada: CAN | GHE | EIN | BAR | KON | FAB | DOC | YOS | SOT | YUR Volta 3: Hirokichi Konno ultrapassa Marc Barbier e já vai ao 4º lugar, assim como Dóczi deixa del Fabbro pra trás Volta 5: Takashi Yoshimi fecha a porta! Henrik Sottrup chegou a ultrapassá-lo, mas viu o japonês recuperar a posição e bloquear seu caminho Volta 6: Ahmed Ghezzal assume a liderança! O piloto da Penske consegue jogar Canteros pra segunda colocação! Volta 7: E Canteros volta pra liderança! Ghezzal não suportou a pressão do panamenho e abriu a porteira Volta 8: Que troca-troca! Ghezzal volta a ser líder, e a briga dos dois faz com que Lothar Einhardt se aproxime de ambos perigosamente! Volta 9: Takashi Yoshimi deixa Sebastién del Fabbro comendo poeira Volta 10: Tem gente nos boxes! Kazuya Nakane brigava pela zona de pontuação, mas acabou colidindo de leve contra um guard rail e perdendo parte do bico do carro. Volta em 22º Volta 11: Péter Dóczi também chega com tudo! O húngaro da Delino deixa Hirokichi Konno pra trás e assume o quarto lugar Volta 13: Lothar Einhardt chega com tudo! Ultrapassa Miguel Canteros e busca a liderança! Enquanto isso, mais pra trás, Henrik Sottrup chega ao 6º lugar, deixando Marc Barbier pra trás Volta 16: Lothar Einhardt assume a liderança! O alemão atacou Ghezzal sem medo e assumiu a liderança da corrida, botando mais fogo na prova! Volta 19: E tem gente nova brigando pela liderança! Péter Dóczi ultrapassa Miguel Canteros e fica perto de Ahmed Ghezzal! Volta 28: Primeira rodada de pit-stops se encerra, e essa é a classificação: GHE | EIN | DOC | CAN | KON | SOT | NAK | CAR | BAR | FAB Volta 29: Frederick Groer ultrapassa Sebastién del Fabbro e entra na zona de pontuação Volta 37: Péter Dóczi ultrapassa Lothar Einhardt e vai atrás de Ahmed Ghezzal! Fora daí, Juan Esteban Parra bate lateralmente no guard rail e abandona a prova Volta 39: E temos mais um líder! Péter Dóczi ultrapassa Ahmed Ghezzal e assume a liderança! Volta 41: Sottrup e Konno trocam de poisção. Volta 45: Frederick Groer ultrapassa Marc Barbier e assume a 8ª colocação Volta 47: Ahmed Ghezzal volta à liderança, mas por outras razões... Péter Dóczi abandonou a prova! Problemas elétricos no carro forçaram o húngaro a abandonar a corrida! Volta 51: A última rodada de pit-stops se encerra, e temos o seguinte grid: GHE | EIN | CAN | SOT | CAR | KON | GRO | BAR | TRE | NAK Volta 64: Marc Barbier rodou! Barbier derrapou na pista e acabou vendo os dois pilotos da Seahawks (von Trent e Nakane) ultrapassarem-no. Volta 69: Vergonha ou problemas? Barbier abandona a prova FIM DA CORRIDA! VITÓRIA DE AHMED GHEZZAL, DA RR TEAM PENSKE! Lothar Einhardt, da McReinke, chega em segundo Miguel Canteros, da Taker, chega em terceiro MUNDIAL DE PILOTOS MUNDIAL DE CONSTRUTORES PRÓXIMA CORRIDA: GP do Canadá, Gilles Villeneuve
  14. GP da Holanda – Formula 3 Treino Classificatório E vamos para a Formula 3, e com treinos feitos debaixo de chuva! A pista molhada, entretanto, não foi suficiente para impedir Miguel Canteros (Taker) de assumir a pole. Ahmed Ghezzal (RR Team Penske) largará em segundo, e a segunda fila é composta por Lothar Einhardt (McReinke) e Marc Barbier (Taker)